Resenha #3 | Halo

por - julho 31, 2015

Título: Halo
Série: Halo, volume 1
Autora: Alexandra Adornetto
Editora: Agir
Páginas: 468
Ano: 2014
Classificação: 
Sinopse: "Três anjos são enviados à Terra com planos de se misturarem aos humanos para assegurar a paz e trazer a bondade: Gabriel, o Herói de Deus, um antigo guerreiro que se disfarça de professor de música; Ivy, serafim abençoada com poderes de cura; e Bethany, a mais nova e inexperiente do grupo, enviada como uma jovem estudante para aprender sobre a humanidade. Após Bethany se encantar com a vida humana, ela começa a viver todas as experiências de uma adolescente normal, até se apaixonar por um rapaz e colocar toda a missão em risco. As forças do mal se aproveitarão dessa situação para pôr seus planos malignos em prática. Um romance de tirar o fôlego, que responderá a pergunta: será que o amor é forte o suficiente para vencer as forças do mal?" 

Opinião: Halo conta a história de três anjos, Bethany, Ivy e Gabriel, enviados à pequena cidade de Venus Cove a fim de deter o caos violento que ali se estabelece. 

Gabriel e Ivy já circulavam pela terra havia séculos, logo estavam acostumados com as atrocidades humanas. Ambos tiveram tempo de se adaptar e lidar com os problemas na terra, adquirindo poder e forças. Ao contrário deles, Bethany, o anjo mais jovem, nunca havia visitado a terra e não estava acostumada com a nova missão. 

Pura e vulnerável, Bethany era muito inexperiente e frágil para se relacionar com os humanos, o que lhe deu dificuldades para conviver entre eles. No entanto, essa é a dúvida: apesar disso, Bethany fora escolhida dentre outros anjos para realizar sua missão na terra por estar mais sintonizada com as condições humanas, tendo maior facilidade para compreendê-los! Sim, Bethany fora escolhida, mas, ao mesmo tempo, nos coloca em dúvida pela sua intensa fragilidade e inexperiência com os humanos. 

Apesar de ser nova no assunto, Beth nos mostra, ao longo da história, que ainda acostumada com as condutas humanas, ela é sempre a mesma pessoa, com sua pureza e inocência. Gabriel e Ivy, ao contrário, nunca se encontram fragilizados com as circunstâncias que são impostas. Frente a qualquer situação eles sabem lidar com qualquer problema que surge.  

Bom, o livro é narrado em primeira pessoa, por Bethany, o anjo que recebeu a forma física com todas as vulnerabilidades do corpo humano. Apesar disso, seus traços são perfeitos e extremamente esbeltos, motivo que incita o olhar de qualquer um. Ela, junto com Gabriel e Ivy, desviam a atenção de qualquer um pela suas formas atraentes. Gabriel, na minha opinião, é o mais lindo. Sua forma física nos lembra aquele garoto que você já viu e que achou perfeito. Acho que muito mais do que isso, na verdade. Enfim, só quero dizer que ele era realmente encantador.

Com o tempo, Beth deve ir à escola a fim de iniciar sua missão influenciado pessoas a boas condutas. No início é complicado se adaptar e todos que estão por perto chegam a pensar que ela é diferente, justamente por ser realmente diferente. A sua incompatibilidade com os pensamentos humanos faz com que ela se torne diferente de qualquer outra pessoa. E, por isso, desperta um sentimento em um dos garotos da escola, entre eles Xavier Woods, um rapaz lindo, atraente e bem visto por todas. É o tipo de garoto que qualquer garota sonharia em ter por perto, pois além de elegante e bonito, ele também é inteligente e cuidadoso. 

A partir daí o livro se baseia na relação entre os dois, um humano e um anjo. Ambos com hierarquias bastante diferentes, porém, com sentimentos iguais, de amor e pureza. Ao ler esse livro, entendi que o verdadeiro amor pode ultrapassar qualquer dificuldade, não importa qual seja ela. 

E, felizmente,  quase no final do livro, me deparei com a presença de um novo personagem, inteligente e charmoso, Jake Thorn. Com certo propósito de se aproximar de Beth, ele nos dá a primeira pitada de divertimento na história! No entanto, qual a verdadeira intenção de Jake Thorn? O que ele quer e o que busca? Isso você só descobre lendo!

"Na segunda de manhã, na escola, quando abri meu armário, um pedaço de papel escapou e caiu lentamente, flutuando até o chão, como uma pétala enrugada. Apanhei o papel, achando que era um bilhete de Xavier... Mas a caligrafia não era a cara dele, mas aquela, elaborada e firme, que eu conhecia da aula de literatura. Quando li o que estava escrito, meu sangue congelou nas veias. 'O anjo veio. O anjo viu. O anjo caiu'." 

Enfim, é realmente uma história divertida e que vale a pena ser lida. Apesar de ter me decepcionado um pouco com os acontecimentos no decorrer da trama, ainda assim, é uma leitura maravilhosa. 

É isso por hoje gente! Espero que tenham gostado. Beijinhos!

♥ Você também vai amar:

0 comentários