Primeiras Impressões: Deixe-me Entrar

por - fevereiro 08, 2016

Título: Deixe-me Entrar
Série: Deixe-me vol. 1
Autora: Letícia Godoy
Editora: Arwen
Sinopse: Julianne Ipswich cresceu confinada no internato Le Rosey, afastada de sua família com o pretexto de receber uma educação de qualidade. Este fato sempre a incomodou e o maior desejo de Julianne era descobrir a verdade para que a família tenha a afastado, uma vez que não ficou convencida de que a preocupação com os seus estudos seria o único motivo. Ao completar 15 anos, ela retorna para Stone Forest, a cidade de seus pais, e, aos poucos, acaba descobrindo mais do que gostaria de saber. Cercada por muito mais perigos e desafios do que ela jamais pôde imaginar que surgiriam em sua vida, Julianne precisará desvendar os mistérios de seu passado e preparar-se para os desafios do futuro rapidamente se quiser sobreviver. As vozes se misturam, os olhos sedentos nunca param de espreitar e o perigo está onde ela menos imagina. Será que Julianne conseguirá enfrentar tudo isso?


Opinião: Logo ao começar a leitura das páginas deste livro fiquei um pouco emocionada, devo admitir, pelo relato feito pela autora. Eu, como ela, participei daquele mundo e devo dizer, apesar de ser um paraíso e tudo ser perfeito, nada é melhor quando comparado a nossa realidade, independente do quanto ela pode ser imperfeita ou diferente do que esperamos.

No prólogo somos apresentados a um tipo de julgamento de bruxas, as pessoas gritando para queimar as mulheres condenadas. Em terceira pessoa vemos o ponto de vista de Gerard, preocupado com toda aquela situação, procurando sua pequena, a que devo entender ser a Jeanne. Temos outro personagem masculino chamado Bernard, um jovem conde, a quem Gerard não parece confiar.

Gerard corre contra o tempo e teme estar atrasado, prevendo o final cruel e doentio de sua amada, ele deseja desesperadamente vê-la outra vez, tocá-la e dizer o quanto lhe amava. Descobrimos logo também que ele é um vampiro, fiquei surpresa realmente, pois não esperava.

Outro ponto importante que descobrimos é que os chamados "Impuros" usam o sangue das bruxas para fazer amuletos capazes de lhes fazer suportar a luz do dia, sendo esse um mal que Jeanne parece querer a todo custo evitar. Ela pede neste momento também para que ele lhe dê seu 'abraço de morte', por preferir morrer pelas mãos de seu amado, do que cruelmente por pessoas que lhe julgavam.

Gerard havia mudado sua vida, havia lhe mostrado o amor e em toda a sua inocência, ela havia se entregado àquele sentimento sem pensar em mais nada... Sem pensar que algo tão terrível pudesse acontecer.

Interessante também quando Jeanne diz que voltará para o amado dela, acreditando em reencarnação. Realmente me chamou atenção, por ser de fato algo que as bruxas acreditam nas histórias. Logo então Gerard aceita dar o fim que sua amada lhe pede, mas algo dá errado e ele agoniza no chão, percebendo tarde demais que foi vítima de um tipo de feitiço.

Parecia ainda mais bonita... A morte a havia transformado em um anjo que cintilava para ele.

Após isso Gerard acorda sem saber ao certo o que fazer e vê que o corpo de sua amada não mais está ali. Quando Bernard aparece, Gerard parece louco, ele abandonou seus sentimentos e com isso deseja a morte de todos os que levaram sua pequena.

Meu pequeno amor revelou seus maiores segredos a mim, deu-me razão para continuar existindo e juntos vivemos coisas que eu jamais poderia imaginar. Simplesmente a amei com todas as minhas forças. [...] Porém, com sua partida, minha bondade também partiu. Jamais voltarei a ser piedoso. Deixarei que minha verdadeira identidade prevaleça. Sim, eu sou um vampiro e viverei como um vampiro, pois amor só dediquei à minha Jeanne.

No primeiro capítulo então somos levados a conhecer Julianne, uma adolescente em um internato. Ela crescera sozinha, perguntando-se o motivo de a deixarem ali e não buscarem laços familiares. Somos apresentados também a um casal que se aproximara muito de Julianne, Eliina e Jansen, ambos muito bonitos e que se mantém jovens sempre.

Ocorre que ela recebe uma notícia, talvez não tão alegre, de que estaria indo para casa mais cedo. Por conta disso, o casal que ela considera seus pais de criação lhe revelam ser vampiros. Seria uma piada de mal gosto? Eles a alertam que o nome dela era algo conhecido e muito procurado, para tomar cuidado.

O segundo capítulo somos apresentados ao pai de Julianne, Anthony, que parece ser agradável e carinhoso, apesar de sabermos que ele esconde algo.

Realmente gostei da degustação, nos deixou com vontade saber do desenrolar da história, de descobrir o que Julianne era. Porque querem ir atrás dela? Porque ela é tão importante? Que segredos existem por trás de seus pais perfeitos e porque eles a deixaram trancafiada tantos anos no internato? Essas foram algumas perguntas que ficaram em branco que necessito seriamente saber as respostas.

Gostei da personagem, apesar de ver pelos seus atos e pensamentos o quanto é nova e insegura ainda, talvez com o desenrolar da história ela se torne mais forte, como geralmente ocorre, mas de início foi a impressão que ficou.

Toda a narrativa é em terceira pessoa e a descrição dos lugares e pensamentos também me pareceu ótima. A autora soube nos fazer sentir os sentimentos dos personagens perfeitamente, a apreensão, a insegurança e principalmente, as dúvidas que cercam Julianne. A diagramação está perfeita, como li em PDF percebi o cuidado que a autora teve em manter a justificação, sem erros aparentes de grafia, os detalhes das páginas e capítulos são lindos, adorei.

Por fim, pelo que vi até agora parece ser uma história apaixonante, cercada de mistérios e reviravoltas, pelo que espero. E o romance que tanto espero para saber mais parece prometer arrebatar corações!



♥ Você também vai amar:

12 comentários

  1. Essa degustação ainda vai matar muita gente de curiosidade rs. Confesso que achei, de cara, a Julianne uma personagem forte, principalmente quando ela deixa bem óbvio sua indignação com seu pai biológico. Mas a vida é assim, temos vários pontos de vistas à respeito de uma mesma coisa. Espero ter meu exemplar em breve nas minhas mãozinhas <3

    Abraços,
    Karina do blog Eu e Minha Cultura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Siiim, parece ser muito bom né! Também estou louca pelo meu exemplar logo *--*

      Excluir
  2. Oi, oi!
    Que delicia de começo, essa história parece que vai ser muito boa. Aguarda a resenha pra saber o que você achou da obra completa ^-^

    Beijinhos

    Borboletas de Papel
    | Dossiê Cultural
    Conheça o projeto literário #12HistóriasBrasileiras e participe!

    ResponderExcluir
  3. UAU! Não conhecia o livro, mas a sinopse e a sua resenha me fizeram ficar com muita vontade de lê-lo. Sei que a moda de bruxos e vampiros já passou, mas ainda assisto The Vampire Diaries e The Originals, gente. E AMO!!! Porém, confesso que essa capa me deu um pouco de medo, SOCORRO Hahahahahaha. Enfim, lá se vai mais um pra minha booklist imensa hahahahahahaha.

    Com amor,
    Steph • http://naoeberlim.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Geeente, moda de vampiros nunca passa, eles são o máximo hahaha! A capa é tensa, mas isso que dá mais vontade saber o que vai rolar na história, né! *-* obrigada pela visita!!

      Excluir
  4. Tem como não ficar doida para continuar a leitura??? Eu fui totalmente fisgada já nestes dois primeiros capítulos e não vejo a hora de dar continuidade...

    Beijo, Van - Retrô Books
    http://balaiodelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, é muito legal!! Sim, também não vejo a hora! <3 obrigada pela visita!

      Excluir
  5. Eu não conhecia a série, mas sua resenha me deixou com MUITA vontade de ler. Vou procurar. :)
    Beijo

    http://canastraliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Não conhecia o livro, mas fiquei bem curiosa pra conhecer a história.

    Beijos,
    Epílogos e Finais

    ResponderExcluir
  7. Oi
    eu também li as primeiras impressões e o relato no inicio do livro é emocionante, eu gostei muito das partes que li e já quero comprar o livro, quando puder. Que bom que gostou também.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir