Resenha #39 - A Fortaleza: Mundo Sombrio

por - maio 19, 2016

Título: A Fortaleza: Mundo Sombrio
Série: Duologia 'A Fortaleza', vol. 1
Autora: Dayanne Fernandes
Editora: Independente
Gênero: Distopia | Aventura | Romance
Páginas: 289
Lançamento: 2016
Comprar (www)
Classificação: 
Sinopse: "2070. Após uma guerra nuclear entre as grandes nações, a vida na superfície terrestre se extinguiu. Antes do fim, um conselho de sobrevivência foi fundado e a única saída para evitar a extinção da humanidade foi a construção de gigantescos complexos estruturais no interior do planeta. Esses complexos são chamados de As Fortalezas. Entretanto, na Fortaleza número 7, um império regado a sangue se ergueu, subjugando a todos. Cansados da repressão, um grupo de sobreviventes começa a formar uma resistência às escondidas e durante uma missão de resgate sua líder salva a vida de um desconhecido, mudando o destino de toda a raça humana. Nesse mundo sombrio, a morte é um sacrifício exigido para alcançar a liberdade e alguns males são tão irremediáveis, que podem ultrapassar tempos e mundos."

 Opinião: Em minhas leituras desse ano, finalmente posso mencionar um livro que me surpreendeu do início ao fim! Algo que fugiu da normalidade, dos clichês e me fez sentir emoções a flor da pele! Realmente adorei essa leitura! Vamos lá conhecer um pouco mais!

O mundo que conhecemos não existe mais, a humanidade conseguiu destruir o planeta Terra. A população mundial havia sido reduzida drasticamente e com isso os países construíram complexos estruturais no interior do planeta a fim de não serem atingidos pela radioatividade. Esses complexos gigantescos foram chamados de 'As Fortalezas'. 

Mas apesar de ser o fim do mundo, os humanos ainda conseguem ser ruins, pois nesse novo esquema de sobrevivência você vale somente o que tem, o que pode fazer, mas de uma forma bem mais cruel. Se você não serve para nada pode simplesmente ser morto, que é a melhor alternativa, acredite, ou ser vendido como um objeto qualquer. e até ser dado de presente, como um brinquedinho. As pessoas na Fortaleza são divididas em três, sendo os 'Escolhidos', ou seja, os que recebem mais privilégios, os 'civis' e os 'não-identificados'.

Após tantas tragédias, sofrimento e a perda de seus familiares, Camille é a primeira a se voltar contra o sistema da Fortaleza n° 7 e foge. Após resgatar vários escravos em sua fuga, eles acabam se juntando a ela como um ato de gratidão. Aos poucos aquelas pessoas acabaram se transformando em uma espécie de família para ela, que Cami se esforça ao máximo para proteger. Por conta disso ela é considerada a capitã deles, a líder. Além disso, eles acabaram sendo conhecidos como os 'Fantasmas das Sombras', os não-identificados mais temidos e caçados pelo governador.

Já adentramos na história dela quando Cami está planejando resgatar seus amigos que foram capturados pelo Governador em uma busca anterior por suprimentos e alimentos. Eles planejam tudo minuciosamente e ao conseguir invadir o local onde seus amigos são mantidos presos, Camille vê um outro homem que está em uma situação precária, coberto de sangue e visivelmente havia sido torturado, Adam, que depois se torna um personagem chave para o decorrer da trama e indispensável na vida de Camille.

Movido por sua compaixão e determinação infinita em ajudar, ela o resgata, mesmo sem saber o que o misterioso homem havia feito para parar ali. Ela só pensava que ninguém merecia um destino desse e com esse ato heróico, sem saber Cami muda todo o destino de seus amigos e dos últimos sobreviventes do planeta Terra.

Após isso pensamos enganosamente que a história se passará sobre isso, mas para minha surpresa a autora trouxe muito mais informação, muitas reviravoltas e nada do que eu imaginei acabou acontecendo. Isso me maravilhou, pois eu ficava cada vez mais surpreendida com a forma como a autora desenvolveu a história, trazendo novos personagens, juntando destinos que aparentemente nunca se cruzariam e uma nova esperança para aquelas pessoas que só buscavam paz.

Todos ali são peças chaves para o desenrolar da situação e isso me deixou muito animada, pois a autora não traz simplesmente um personagem e tudo girando ao redor dele. Pelo contrário, cada pessoa encaixa perfeitamente na história, trazendo seu passado e se encaixando no futuro, unindo forças e características para um objetivo maior.

Outra coisa que me chamou atenção foi a semelhança na escrita da Dayanne com a forma de escrever da autora Nora Roberts. Ela traz tudo em terceira pessoa e sob o ponto de vista de cada personagem, fazendo nós entendermos a história do personagem e o motivo dele estar sendo inserido na história, além disso, consequentemente sabemos no que ele será útil e ao final tudo vai se encaixando perfeitamente.

Claro, nem tudo são rosas, a autora também soube explorar bem as dificuldades de cada um deles, suas fraquezas e seus medos. Nem todos aceitaram Camille ao final (alerta de spoiler!!), mas ela ainda assim continuou sendo uma líder humanitária e não impôs sua vontade a ninguém! Isso foi o máximo!

Destarte, também, contrariamente ao que pensei, o objetivo da autora não é focar em um romance. Essa história não é somente um romance, mas uma história de luta, superação e amizade. O foco da autora é na situação do planeta Terra, até porque seria meio idiota o mundo estar acabando, pessoas sendo torturadas e tudo se envolver em uma paixão ardente. Adorei esse ponto, pois vemos que Camille, apesar de tudo, larga o que sente para proteger aqueles que ama e não mede esforços para aquilo, até que chega Adam (o cara que ela resgatou lá no comecinho) e Camille finalmente tem alguém para dividir o peso que ela carrega em sua alma.


"E ambos permaneceram ali, reticentes em suas dores. Compartilhando silenciosamente o horror de uma vida na escuridão."

Adentrando um pouco mais nas partes técnicas, a leitura foi feita por um livro digital, mas a diagramação permaneceu perfeita. Sem erros de gramática, espaçamentos desnecessários ou pontuação errada, isso foi ótimo. Além disso a autora soube dosar bem os capítulos, apesar de em alguns pontos achar um pouco rápido demais, mas no fim nada que prejudicasse a leitura.

Como eu disse, foi muita informação, reviravoltas, novas surpresas, então logicamente me peguei em uma ansiedade geral, sem saber o que ia acontecer. Até porque nessa história vemos tudo, menos um clichê, adorei realmente! A narrativa da autora também foi um ponto forte, ela soube descrever muito bem cenas, especialmente as de luta, os sentimentos também fora descritos de forma tão nua que me senti vivendo aquilo. 

Ao final a autora também nos trouxe uma cronologia dos acontecimentos, que foi ótimo e surpreendente, pois até isso foi pensado. A história começa no ano  2035 e os acontecimentos desde as guerras, a ida para a Fortaleza, a morte dos familiares de Camille, até o final com a descoberta do futuro da Terra. Para quem lê a história fica muito fácil visualizar os acontecimentos com a ordem feita ali.

Enfim, minha vontade é escrever infinitamente sobre esse livro, mas vai ficar muito longo, espero que leiam e, como eu, se surpreendam! Para quem gosta de sentir aventuras, emoções extremas, super recomendo essa história. 

E um recado para a Dayanne: pelamooooor, cadê a continuação? :O hahaha! Estou louca para saber o desfecho dessa história, entrou para os meus favoritos! Beijos e até a próxima!




♥ Você também vai amar:

22 comentários

  1. Gente que resenha mara! Confesso que pela capa não me empolguei muito mas vc foi contado um pouco da história e fiquei como muita vontade de ler kkkk
    Beijos,

    Amanda
    http://talesandtalks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Nossa! Pelo jeito esse é um daqueles livros que tiram o folego da gente. Parece aqueles que quando a gente está absorvendo uma informação de repente BUM! Outra coisa acontece.
    Adorei a resenha.
    Beijos

    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir
  3. Oi, tudo bem? Deus do céu, esse livro parece ser maravilhoso! Sua resenha me deixou mega empolgada e super curiosa para lê-lo! Adorei...

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  4. Ol!
    Lembro-me que conheci esse livro naquele seu outro post do lançamento e gostei muito da premissa.
    Ao ler sua resenha, fiquei mais interessado no livro. A estória me pareceu muito bem construída.
    Não conheço a escrita da Nora Roberts, mas sei que é uma grande escritora. Que responsabilidade a Dayanne Fernandes ser comparada a ela, hein? rsrs

    Abraço!
    http://tudoonlinevirtual.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela é ótima, apesar dos capítulos rápidos, realmente adorei a leitura!

      Excluir
  5. Oi! Tudo bom? Primeira vez visitando o blog, adorei!
    Não conhecia a história, mas amo como a nossa literatura está crescendo em riqueza e criatividade a cada novo autor ou autora conhecido! Fiquei muito interessada na obra, especialmente por ter uma protagonista aparentemente tão bem trabalhada. E distopia sempre tem espaço no meu coração <3
    Excelente resenha!

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    http://www.queriaestarlendo.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Distopias são perfeitas sempre né! Obrigada pela visita!

      Excluir
  6. Olá! Não conhecia o livro mas fiquei bem curiosa.
    *já sigo o blog
    http://retromaggie.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  7. Nossa daria um otimo filme tbm haha

    Beijoos
    Le Duo

    ResponderExcluir
  8. Meeeeeo Deus!!!!!! To pasmada com essa resenha maravilhoooosa!!!! Genteeee, sério, a felicidade não tá cabendo em mim \o/ \o/ Carambaaaaa!!!!!!!! <3 <3 <3 Aahhhh, quero te abraçar, do fundo do meu coração!!! E ser comparada à Nora?? Uma das minhas escritoras favoritas em todo o universo!! Não tenho palavras pra dizer o tamanho da honra!!! Muitooooo obrigadooo mesmoo, por tudo!!! Aiiii meu coração tá quase pulando do peito!! rsrsrsrsrs E a continuação já está sendo escrita! Provavelmente estreará em meados de junho!! \o/ \o/ \o/

    ResponderExcluir
  9. Muito interessante, vou ler esse livro.

    ResponderExcluir
  10. Que resenha enorme! Foi a primeira coisa que pensei quando comecei a leitura, mas não é que acabei adorando cada palavra e louca para ler o livro? Já até anotei o nome. Faz tempo que não leio uma distopia que pareça tão boa quanto Puros, e ainda melhor, não focam o romance. Eu estou ansiosa para ler o livro e claro, me surpreender com a narrativa da autora e desde já, já deixo claro meus parabéns pela premissa. Também quero dizer que sua resenha está maravilhosa! Claro que dá uma preguiça de ler, mas a partir do terceiro parágrafo, já estava afoita para saber o que realmente acontecia na trama. Somente não gostei da capa, infelizmente, mas vou dar sim uma chance ao livro.
    Um beijo!
    O Reino Encantado de uma Leitora

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela ficou grande mesmo, mas não pude evitar! É tanta informação!

      Excluir