Resenha #108 - Uma Carta de Amor

por - abril 08, 2017

"Há três anos, a colunista Theresa Osborne se divorciou do marido após ter sido traída por ele. Desde então, não acredita no amor e não se envolveu seriamente com ninguém. Convencida pela chefe de que precisa de um tempo para si, resolve passar férias em Cape Cod. Lá, Theresa encontra na praia uma garrafa arrolhada com uma folha de papel enrolada dentro. Ao abri-la, descobre uma mensagem que começa assim: “Minha adorada Catherine, sinto a sua falta, querida, como sempre, mas hoje está sendo especialmente difícil porque o oceano tem cantado para mim, e a canção é a da nossa vida juntos."


Título: Uma Carta de Amor
Autor: Nicholas Sparks
Editora: Arqueiro
Gênero: Romance
Páginas: 288
Lançamento: 2017
Skoob: (Ler +)
Classificação: 
[Livro cedido pela editora em parceria]
Sinopse: "Há três anos, a colunista Theresa Osborne se divorciou do marido após ter sido traída por ele. Desde então, não acredita no amor e não se envolveu seriamente com ninguém. Convencida pela chefe de que precisa de um tempo para si, resolve passar férias em Cape Cod. Lá, Theresa encontra na praia uma garrafa arrolhada com uma folha de papel enrolada dentro. Ao abri-la, descobre uma mensagem que começa assim: “Minha adorada Catherine, sinto a sua falta, querida, como sempre, mas hoje está sendo especialmente difícil porque o oceano tem cantado para mim, e a canção é a da nossa vida juntos.” Comovida pelo texto apaixonado, Theresa decide encontrar seu misterioso autor, que assina apenas “Garrett”. Após uma incansável busca, durante a qual descobre novas cartas que mexem cada vez mais com seus sentimentos, Theresa vai procurá-lo em uma cidade litorânea da Carolina do Norte. Quando o conhece, descobre que há três anos Garrett chora por seu amor perdido, mas também percebe que ele pode estar pronto para se entregar a uma nova história. E, para sua própria surpresa, ela também. Unidos pelo acaso, Theresa e Garrett estão prestes a viver uma história comovente que reflete nossa profunda esperança de encontrar alguém e sermos felizes para sempre."

 Opinião: Sabe quando sua opinião fica estritamente dividida entre sentimentos? Exatamente assim que fiquei ao concluir essa leitura, este é um livro lindo e extremamente triste, mas não tira todo o amor que podemos sentir por ele e pelo casal existente aqui.


Nossa história começa com Theresa, uma jornalista bem resolvida em sua profissão, mas sempre atarefada, eis que sua vida lhe demanda muitas responsabilidades e tempo de mais. Ela publica textos em uma coluna e fica particularmente interessada em uma história trágica de amor relatada em uma carta em uma garrafa.

Sim leitor, você entendeu bem. Nossa protagonista acabou por encontrar uma garrafa que fora jogada em alto mar e nela continha uma carta escrita por um homem que assinava por 'Garret' para sua amada Catherine. Ela fica extremamente emocionada com a história e, após algumas discussões, resolve publicá-la em sua coluna.

Logicamente essa carta faz muito sucesso e no outro dia Theresa recebe milhares de correspondências, inclusive algumas outras pessoas com outras cartas semelhantes, também assinadas pela mesma pessoa. Curiosa e movida também pelo cansaço de seu trabalho, Theresa aceita tirar uma 'férias' e procurar conhecer o escritor da misteriosa e linda carta.

Theresa não sabe o que fará, mas ela precisa conhecer aquele homem tão apaixonado. E é uma cidadezinha de interior que ela finalmente o encontra, mas não lhe conta que tem conhecimento de suas cartas, os dois acabam tendo muita afinidade e um romance não demora a se desenrolar.

Acontece que, como Theresa será amada se Garret ainda permanece preso à sua amada Catherine? Afinal, foi este o motivo que os uniram, o amor inacabado dele por essa mulher.

"- Você é quem é, Garret: um homem que ama profundamente, e também um homem que ama para sempre. Por mais que me ame, acho que nunca esquecerá Catherine, e não posso viver me perguntando se estou à altura dela."

Garret, por sua vez, é um homem introspectivo e reservado. Depois da morte de sua esposa, a qual ele amava incondicionalmente, ele se fechou para tudo e todos, reservando seus dias somente para trabalho e a escrever cartas para Catherine. Mas Theresa parece mexer um pouco com ele e os sentimentos por ela claramente são fortes, mas como deixar o sentimento de culpa que o assola ao pensar em Catherine?

"Ele sabia que não tinha motivo para se sentir culpado, mas esse sentimento decididamente estava presente, e ele desejou que houvesse alguma coisa que pudesse fazer a respeito.
Mas não havia, é claro. Nunca havia."

Ambos são muito diferentes em suas vidas, ao passo que Theresa vive uma vida turbulenta e cheia de compromissos, Garret vive a tranquilidade que uma cidade de interior pode trazer. Os dois buscam maneiras de conciliar o romance que acaba se desenvolvendo e acabam com questões a resolver. Todavia, é claro que essas questões são meras desculpas para as dúvidas que Garret tem em se envolver completamente com Theresa.

"Encarando as duas fotos, até mesmo ele era capaz de entender por que estava tendo tantos problemas com aquilo tudo. Amava Theresa mais do que jamais pensara que fosse capaz... mas ainda amava Catherine...
Seria possível amar as duas ao mesmo tempo?"

E Theresa acaba em uma situação muito delicada: como competir com alguém que só está nas memórias de um homem apaixonado? Como conviver com a perfeição de outra pessoa? Garret por sua vez compara a todo o momento o que tem com Theresa com o que tinha com Catherine e isso acaba influenciando de forma significativa no relacionamento dos dois.

"Depois de escrever essas duas frases, Garret ficou ali sentado durante uma hora e, por mais que tentasse, não conseguiu pensar em nada para escrever. No entanto, no dia seguinte, quando acordou, ao contrário da maioria dos seus dias, a primeira coisa em que pensou não foi Catherine.
Foi Theresa."

O romance em si é bem maduro, trazendo dois personagens adultos e com problemas reais, esse é um ponto forte, mas talvez seja um ponto negativo também, eis que, por conta disto, muitos leitores não são capazes de se conectar de fato com o casal. Ainda assim, a quantidade de emoção trazida nessas páginas é imensurável, tanto que acabamos essa leitura com o coração destroçado e um sorriso enorme no rosto, banhado em lágrimas, claro.


Quanto à diagramação, como os outros livros do Nicholas, temos uma capa bela e singela condizente com a história, folhas amarelas e letras em tamanho condizente que nos proporcionam uma leitura agradável e nenhum erro de revisão ou gramática.

Enfim, não existe hipótese de não recomendar essa leitura, mas já alerto aos corações fracos que tenham força, pois são muitos sentimentos e nem sempre são felizes. É uma história linda, uma mensagem moral incrível e uma escrita que flui de forma natural, nos envolve e nos faz ansiar pelo desfecho da trama.

Espero que tenham gostado, não chorem em cima das páginas do livro, por favor! Haha, beijos e até a próxima!



♥ Você também vai amar:

19 comentários

  1. Eu nunca li nada do Sparks por puro preconceito mesmo hahahaha Na verdade é que suas premissas não me chamam atenção.
    É bom quando um livro divide nossos sentimentos e de forma positiva.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe da promoção #Sorteio1KSeguidores

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, é a primeira vez que vejo alguém pensar assim, porque eu absolutamente adoro as obras dele, inclusive todas. Mas gosto é gosto, né.

      Beijos <3

      Excluir
  2. Olá,
    Eu tenho esse livro aqui na minha estante, com a outra capa hehe. Mas ainda não consegui ler ele. Como amo os livros do Nicholas sei que vai ser um livro que vou gostar. Mas já sei que vou chorar também, sempre choro nos livros dele hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  3. Eu li alguns livros dele mas nao gostei muito não. Mas nao relamo tbm ou falo mal, só nao gostei mesmo. Nao faz meu estilo. Porém adorei sua resenha <3
    http://b-uscandosonhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Confesso que tenho um sério problema com os livros do Sparks, eu acho meloso demais! Simplesmente não consigo ler nenhum até o final.

    Blog aboutbooksandmore.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi Lilian, sua linda, tudo bem?
    Ah, eu vi o filme baseado nesse livro também!!!!! Primeiro, sou apaixonada por cartas. Segundo, uma carta dentro de uma garrafa, não é o máximo??? E o que essas cartas diziam??? Nossa, esse homem não existe!!!!! Não tem como competir com o amor pela esposa, se ele foi capaz de algo assim, já dava para sentir que o amor era eterno e insuperável. Almas gêmeas!!!! O final realmente acabou comigo!!!!! Eu juro que não esperava. Linda sua resenha, adorei!!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi amore!
    Podem falar o que quiser, mas sempre acabo enlaçada pelos enredos do tio Nic. Fiquei com medo desse desfecho.
    Adorei a resenha.
    Beijos
    http://lua-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como não ficar, hein? hahah, eu adoro ele. Obrigada <3 beijo.

      Excluir
  7. Olá meninas,
    Confesso que Nicholas Sparks não é para mim.
    Eu nem me atrevo a ler, porque de uns tempos para cá foi uma decepção atrás da outra, sabe?
    Mas sei que quando a pessoa é fã, ela ama de verdade as obras, rs.
    Beijo
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Os livros dele são tão bons, amo as histórias, elas são sempre emocionantes. Ótima resenha! ❤

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  9. Oieee! Eu acho que o alerta para coração fraco foi pra mim kkkkkkk Não receio de ler livro do Spark por ter certeza que vou chorar horrores, mas se a história é boa sempre vale muito a pena sair da zona de conforto e conferir!!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  10. Oi!!!
    Os romances desse autor são sempre assim, maravilhosos, nos fazem chorar e passar por cada perrengue a cada leitura!
    Adorei sua resenha e também adorei o enredo!
    Beijão

    ResponderExcluir
  11. Aliás... Esqueci de deixar o nosso cantinho para visitarem...
    http://www.a-toca.com/

    ResponderExcluir
  12. Eu sei que os romances do tio Nick são demais, mas sei lá, ando meio enjoada desse cara ahahaha sempre a mesma história :(
    mas eu gostei da sua resenha. talvez pegue esse livro pra relembrar um tico da época que eu gostava DELE rs

    beeijão
    http://www.carolhermanas.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oi flor!

    Eu nunca li um livro do autor,e confesso que fico impressionada coma rapidez desse homem para escrever tantos livros, eu gostei da premissa apesar de que eu não iria atrás de alguém eu acho, que escreve cartas para antigo amor, no minimo acharia bonito, mas acho que eu leria esse, e fico feliz que você tenha gostado, eu sou fã de um romance e drama.

    Beijinhos


    Resenha Atual

    ResponderExcluir
  14. Oieee!!

    Eu já li alguns do Nicholas, gostei, li outros e não engoli. Para resumir, desisti de ler obras do autor. Até acho interessante as adaptações cinematográficas, mas... A escrita dele me deixa enjoada. E por mais que eu tenha gostado do enredo e da sua opinião, não consigo me animar pra ler algo dele. Mas não o desmereço, óbvio rsrsrs Beijos,

    www.estranhoscomoeu.com

    ResponderExcluir
  15. Eu amo os livros do Nicholas Sparks! Esse com certeza está no meu TOP Preferidos!
    Blog Entrelinhas

    ResponderExcluir