Resenha #114 - Quando a Bela Domou a Fera

por - maio 22, 2017

 Título: Quando a Bela Domou a Fera
 Autor: Eloisa James
 Editora: Arqueiro
 Gênero: Romance | Ficção
 Páginas: 320
 Lançamento: 2017
 Skoob: (Ler +)
 Classificação: 
 [Livro cedido pela editora em parceria]
 Sinopse: "Eleito um dos dez melhores romances de 2011 pelo Library Journal, Quando a Bela domou a Fera é uma deliciosa releitura de um dos contos de fadas mais adorados de todos os tempos. Piers Yelverton, o conde de Marchant, vive em um castelo no País de Gales, onde seu temperamento irascível acaba ferindo todos os que cruzam seu caminho. Além disso, segundo as más línguas, o defeito que ele tem na perna o deixou imune aos encantos de qualquer mulher. Mas Linnet não é qualquer mulher. É uma das moças mais adoráveis que já circularam pelos salões de Londres. Seu charme e sua inteligência já fizeram com que até mesmo um príncipe caísse a seus pés. Após ver seu nome envolvido em um escândalo da realeza, ela definitivamente precisa de um marido e, ao conhecer Piers, prevê que ele se apaixonará perdidamente em apenas duas semanas. No entanto, Linnet não faz ideia do perigo que seu coração corre. Afinal, o homem a quem ela o está entregando talvez nunca seja capaz de corresponder a seus sentimentos. Que preço ela estará disposta a pagar para domar o coração frio e selvagem do conde? E Piers, por sua vez, será capaz de abrir mão de suas convicções mais profundas pela mulher mais maravilhosa que já conheceu?"

 Opinião: Este seria um clássico romance baseado no conto de A Bela e a Fera, mas o que difere esta história da clássica versão é que a autora conseguiu criar um casal incrível, cheio de personalidade e divertido! Isso sem perder o romance entre eles, carregado de paixão e companheirismo.

Começamos com Linnet, uma jovem que está sendo cortejada pelos jovens de sua cidade, mas que acaba se envolvendo em um escândalo que supostamente acabaria com suas chances de conseguir um bom marido. Devemos nos atentar aqui que este é um romance histórico, então sim, era uma época um pouco machista (relevaremos, por enquanto, rsrs).

Por conta disto, Linnet acaba sendo 'negociada' por sua família ao filho de uma família importante que estaria desesperado para casá-lo, eis que o filho seria um recluso e infértil. Sem opções ou escolha quanto a isto, Linnet é enviada para a cidade para conhecer Piers, o duque do país de Gales.

A reputação de Piers, por sua vez, não é das melhores. Ele é conhecido por seu temperamento difícil, além de ter um defeito em sua perna e não poder ter filhos. Todo esse conjunto fez com que todas as pretendentes possíveis fugissem dele. Em contrapartida, ele também é um médico brilhante.

"Ela viria até ele. Não que isso importasse, porque ambos estavam meramente brincando um com o outro. [...]
À sua maneira, Linnet era a versão feminina dele próprio: detestável, bonita demais, inteligente demais, mordaz demais.
Não que ele fosse bonito."

Quando os dois se conhecem, imediatamente surge o interesse, todavia nenhum dos dois quer abrir mão de seu orgulho. Piers se admira com a inteligência e perspicácia dela, pois esperava uma tapada de pai e mãe. Linnet, por sua vez, se encanta com a postura dele e seu profissionalismo, mas logo vê o motivo de sua reputação, o mal humor é palpável.

O relacionamento inicial deles é bem engraçado, mas aos poucos vemos que a irritação e a vontade de desafiar um ao outro acaba se tornando interesse e desejo, além disso Linnet, que até então não gostava nem de beijar, descobre que, estranhamente, sente vontades com Piers, o tipo de vontades que até então ela nunca imaginou ter.

"Ah, ela tinha o charme da mãe e sabia disso. Podia piscar para um homem do mesmo jeito que sua mãe costumava fazer e aquele que não ficasse com os olhos levemente marejados era uma aberração. [...] Mas o que Linnet não fazia era...
Aproveitar-se disso.
Para falar a verdade, ela nem gostava de ser beijada.
Beijos eram conturbados e a saliva... bem, a saliva era nojenta."

Logicamente ela não é nenhuma inocente, mas acaba ficando levemente curiosa com essas novas sensações, pois até então ninguém havia conseguido lhe deixar dessa forma. Piers, por sua vez, não consegue negar que aquela mulher é perfeita em todos os aspectos, mesmo na sua inocência tão estampada que parece ser fingida e até mesmo no fato de ter uma língua muito bem afiada.

Mas lógico, nem tudo são rosas. Será que Piers superará seu orgulho e admitirá para ele mesmo seus sentimentos? Linnet aceitará o destino imposto a ela? Os dois dariam certo juntos? Será que um dia teriam algum sentimento, além do evidente desejo de ambos?

Enfim, adorei a escrita da autora, ela nos envolve completamente em uma trama suave e cheia de gracinhas, haha! A narrativa é em terceira pessoa, mas não prejudicou em nada os diálogos carregados de sarcasmo e bom humor do casal. A autora soube criar dois personagens incríveis, ambos com personalidades fortíssimas, mas que se completavam de uma maneira única, o que não ocorre sempre nos casais literários que vemos por aí.

"- Eles morrem de medo de mim.
- Sério?
- Você também deveria.
Ela deu um sorriso.
- Talvez você devesse se esforçar mais.
- Talvez você devesse se casar comigo - disse ele.
Ela riu alto."

Apesar da história se passar em uma época onde as regras da sociedade prevaleciam e, particularmente, eram bem machistas, conseguimos apreciar a obra a entender os elementos da história, pois houve a necessidade de Linnet ser julgada para ser colocada no caminho onde era para estar. Ainda assim, é intrigante como Linnet é avante de sua época e Piers ainda mais! A combinação dos dois foi única, de fato.

Outro ponto forte foi que a autora não apelou para cenas hot ou para um romance cheio de fogo e desejo, pelo contrário, ela fez os personagens se apegarem pelos detalhes, o jeito como agiam e pelas qualidades um do outro. Aos poucos eles iam se conhecendo e o sentimento aumentando a cada descoberta da personalidade do outro, isso foi mágico. Logicamente temos as partes quentes, mas tudo bem equilibrado.

"O beijo dele não era uma adoração gentil. Era um beijo selvagem, um beijo loucamente apaixonado, tumultuado, roubado. [...]
Era o tipo de beijo que um cavalheiro, jamais, daria em uma dama.
Linnet estava adorando."

Quanto à diagramação, novamente não temos o que reclamar, os detalhes dos capítulos são singelos e delicados, a capa ficou condizente com a história e bem clássica, chama atenção. As páginas amareladas e as letras em tamanho adequado completaram para uma leitura agradável. Não identifiquei nenhum erro de grafia, gramática ou revisão. No geral, o livro em si está ótimo.

Então, para quem gosta de um romance clássico, com personagens cheios de personalidade e um romance lindo e digno de ser apreciado, esta é a escolha. Não há como não recomendar este romance, garanto que não irão se arrepender. Beijos e até a próxima!

♥ Você também vai amar:

21 comentários

  1. Oooi!

    Eu estou de olho nesse livro desde o lançamento. Julia Quinn indicou, então fiquei doida hahaha Me apaixonei por romances de época pela a autora, e desde então tenho dado oportunidades ao gênero que antes não o fazia. Você está tão empolgada na resenha! Espero gostar tanto quanto você <3 Beijos,

    www.estranhoscomoeu.com

    ResponderExcluir
  2. Oi!
    Eu estou louca para ler essa obra mas estou dando um tempinho do gênero antes de começar, porque mesmo amando, ás vezes até eu enjoo. Por isso, mesmo tendo o livro, sei que vou começar somente mais na frente. Quero me surpreender com a história e os personagens, e pelo visto vou rir muito com tudo, de tanto que comentam.
    Beijo.
    Leitora Encantada

    ResponderExcluir
  3. Olá,
    Eu amei esse livro e a Eloisa entrou para a minha lista de autoras favoritas. O casal é perfeito junto e ele ser inspirado no House, que eu amo, me fez gostar ainda mais do livro. Eu ri horrores com ele e com certeza quero ler outros livros dela.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  4. Oi flor! Tudo bom?
    Eu já vi tantos elogios a esse livro que corri atrás de comprá-lo! Tô pra ler no próximo mês. O fato de a autora ter se inspirado no House me animou muito, eu amava odiar aquele babaca <3
    E saber que o romance e as personagens são bem desenvolvidas me deixa ainda mais feliz!
    Adorei sua resenha.

    Beijos,
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oii.
    Que resenha linda! Preciso desse livro!
    Estava lendo sobre ele semana passada e coloquei na minha lista... Preciso convencer a minha mãe adquirir esse lindinho pra mim.
    Além de achar que irei amar a leitura, essa capa precisar se encontrar na minha estante. Rs
    Beijos,
    Keth.
    ♥ Blog: www.parbataibooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oie, tudo bem?
    Gostei muito da resenha!
    Adoro essas releituras, e AMO A Bela e a Fera, então super leria esse título! <3
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  7. Esse livro deve ser incrível, amei a história. Já coloquei na minha lista, excelente resenha! ❤

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  8. Eu li esse livro recentemente e me diverti bastante.
    Por traumas de primeiro beijo, eu pensava como a Linnet mais nova hahahahhah
    Beijos
    Balaio de Babados
    Sorteio Dois Anos de Família Hallinson

    ResponderExcluir
  9. Me arrependi de não ter pego esse livro com a editora, viu?
    Pensei que ele seria paradão e muito clichê e só estou encontrando elogios rs

    www.saidaminhalente.com

    ResponderExcluir
  10. Olá! Tinha lido uma outra resenha que falava mal do livro, agora fiquei confusa rsrsr mas achei a história fraquinha pelo que li das resenhas até agora, vou ter que ler mesmo o livro para tirar minhas próprias conclusões.

    aboutbooksandmore.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Oie =)

    Quando esse livro foi lançando não dei muito atenção para ele, mas depois de ler tantas resenhas positivas fiquei bem animada em conferir a história.

    Adoro romances de época, porém as vezes acho que as autoras caem no clichê e pelo visto a Eloisa apresenta novos elementos em sua narrativa.

    Beijos;***
    Ane Reis | Blog My Dear Library.

    ResponderExcluir
  12. Quero muito ler esse livro, ele tá na minha lista <3
    Só vejo comentários positivos!
    Estou curiosíssima, que bom que gostou!

    Beijinhos :*
    Sankas Books

    ResponderExcluir
  13. Oi Lilian, sua linda, tudo bem?
    Não pude visitar seu blog ontem, estava om crise na coluna. Mas já fiquei animada quando entrei e vi qual o livro que você leu, adoro a bela e a fera, é uma das minhas histórias preferidas, por isso quando vi o lançamento pela editora fiquei louca. Achei o máximo ela ter construído o personagem com base no House, que é bem complexo. E pelo visto, o casal é o ponto forte dessa história, estou louca para ler e conhece a escrita da autora que foi tão elogiada. Você só me deixou mais empolgada. Adorei sua resenha!!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Eu adoro romances! E gostei de saber desse que é uma versão mais descontraída de A Bela e a Fera. É um dos meus contos favoritos. Gosto de livros com uma trama mais leve, ainda mais depois de tanto ler aqueles dramas com morte e sofrência, sabe? Hahaha! Esses quotes me conquistaram de uma forma bem forte ein, hahaha! Eu quero muito ler! Já adicionei na minha wishlist no Skoob.
    Beijos!

    www.likeparadise.com.br

    ResponderExcluir
  15. Quero muito ler esse livro, parece ser muito legal, e adorei a ideia da autora de fazer romances inspirados em contos de fadas :)

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  16. Oi amore, tudo bem?
    Eu só ouço positividades sobre essa obra rsrs. E claro que, após sua resenha, fiquei ainda mais louca para conferir.
    Adorei!
    Beijos
    http://pausaparapitacos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Oieee! Eu amei esse livro e super concordo que a ambientação está muito boa! Dei boas risadas e não vejo a hora de ler mais livros da autora <3

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  18. Oi!!!
    A história parece interessante! Até por ser baseado na Bela e a Fera, que diga-se de passagem é um conto maravilhoso!
    De acordo com a sua resenha, é possível notar que apesar de se inspirar no conto clássico, o livro não parece levar o mesmo caminho ou seguir a risca o que já foi criado, algo que é muito bom!
    Adorei!
    Beijão
    www.a-toca.com

    ResponderExcluir
  19. Olá, tudo bem?
    Eu adorei essa resenha e me encantei, e muito, pela história. Esse parece ser um daqueles livros gostosos de se ler, divertido e com um romance envolvente. Já fiquei com vontade de ler.
    Beijos!!

    Abobrinha com Chocolate

    ResponderExcluir