Resenha #119 - Mãe Sem Manual

por - agosto 08, 2017

A gravidez é sinônimo de alegria e bem-aventurança instantâneas, está escrito na página zero do manual das mães das novelas, filmes e contos de fada. Você vai reluzir, cintilar, sentir-se plena e absoluta desde o momento em que descobriu que vai colocar uma criança nesse mundo. Mas pode não ser bem assim. Como estamos entre amigas, vamos falar a verdade aqui. Este é um antimanual: foi criado para mostrar que nem sempre há certo ou errado quando o assunto é maternidade. Para desconstruir (e rir) dos mitos que às vezes nos fazem sentir inseguras, culpadas ou nos fazem perder muitas noites de sono à toa. Este livro é um abraço apertado em cada mãe que às vezes erra, sempre querendo acertar, e às vezes acerta, tendo certeza de que, no fundo, está errando. [...]

 Título: Mãe Sem Manual
 Autora: Rita Laisauskas
 Editora: Belas-Letras
 Gênero: Comédia | Humor
 Páginas: 112
 Lançamento: 2017
 Skoob: (Ler +)
 Classificação: 
 [Livro cedido pela editora em parceria]
Sinopse: "A gravidez é sinônimo de alegria e bem-aventurança instantâneas, está escrito na página zero do manual das mães das novelas, filmes e contos de fada. Você vai reluzir, cintilar, sentir-se plena e absoluta desde o momento em que descobriu que vai colocar uma criança nesse mundo. Mas pode não ser bem assim. Como estamos entre amigas, vamos falar a verdade aqui. Este é um antimanual: foi criado para mostrar que nem sempre há certo ou errado quando o assunto é maternidade. Para desconstruir (e rir) dos mitos que às vezes nos fazem sentir inseguras, culpadas ou nos fazem perder muitas noites de sono à toa. Este livro é um abraço apertado em cada mãe que às vezes erra, sempre querendo acertar, e às vezes acerta, tendo certeza de que, no fundo, está errando."



 Opinião: Admito que inicialmente considerei que esta seria uma leitura entediante, por tratar-se de um assunto de mães e tal, todavia me encantei com a forma bem escrita e divertida que a autora nos proporcionou as diversas informações contidas ali. Este é um livro para todas as pessoas, não só para mães, é contagiante e extremamente agradável.


Começamos com os conceitos básico do que é ser mãe, início da gravidez, a descoberta tão assustadora para algumas e tão maravilhosa para outras. Depois adentramos nas fases seguintes, pré-natal, as mudanças do corpo, além de histórias e dúvidas de mães de primeira viagem.

"A notícia de gravidez é algo avassalador. Junto com a felicidade e, muitas vezes, o susto, misturam-se outros sentimentos: o de incredulidade é o mais forte deles."


Descobrimos que a gravidez não dura nove meses, mas sim 40 semanas! Até hoje não faço ideia de quanto tempo uma mulher está grávida quando ela diz que está de 15 semanas, haha! Também conhecemos as dores de uma mãe, começando com as dores nas pernas, as perguntas idiotas que as pessoas tendem a fazer e os tão temidos enjoos matinais. Tudo de uma forma bem divertida, lógico.

"Sabe aquele cheiro delicioso de tempero sendo frito para fazer o arroz? Vômitos.
Feijão preto com paio e linguiça? Mais vômitos. [...]
Eu chupava limão. Comia bolacha de água e sal."


Depois disso somos apresentados às emoções de uma mãe, como o fato de elas chorarem de formas inacreditáveis e a capacidade de chorar em momentos inéditos! Não podia faltar também a apresentação detalhada dos sintomas de gravidez, o que uma grávida pode e não pode fazer, como por exemplo, grávidas podem comer sushi? Grávidas podem fazer exercício físico? Grávidas podem fazer sexo? (Hey, essa é uma pergunta extremamente válida!)


Uma coisa que achei bem interessante foi a autora abordar os direitos de uma grávida, bem como a eterna luta de mães que preferem cesárea e não são reconhecidas por isso e ainda o fato de que ninguém ensina as mães a amamentar! Se for parar para pensar nisso, de fato, ninguém ensina. Como elas aprendem? Isso, meus caros, ela aprende sozinha!


"Sabe o que eu e essas mulheres tínhamos em comum além do fato de termos engravidado mais ou menos na mesma época?
Não sabíamos de nada, as inocentes."


Achei engraçadíssimo quando a autora veementemente requereu que ninguém, repito, ninguém compartilhasse notícias dizendo que mães voltam o corpo normal em um mês, isso é quase impossível, além de acabar com a auto-estima de mães que não conseguem. É válido, né gente!


Ainda, de forma divertidíssima, a autora nos trouxe os momentos em que ela, literalmente, dobrou a língua! Explico, sabe aquela mãe que grita aos quatro ventos que nunca dará chupeta ao seu filho? Pois bem, ela dá sim! Hahah, essa é a única forma de fazer o bendito projetinho de gente parar de chorar. São todas situações engraçadíssimas e que faz as mamães de primeira viagem se sentirem menos pior pela maternidade não ser tão perfeita igual dizem os livros. Bom, quase todos os livros, rs.

"Quando as crianças reais chegam à nossa vida real vemos que existem aquelas convicções inegociáveis, não, meu filho não vai comer doce e nem beber refrigerante por que não vai, pronto e acabou e outras promessas e resoluções que a gente tomou cedo demais mas não tem saúde, tempo ou disposição para manter, vida que segue, sabe como é, eu erro, tu erras, nós erramos."


Também não posso deixar de falar da diagramação impecável desta obra, né. Como podem ver pelas fotos, o livro tem cores vívidas, letras lindas, uma organização impecável, nos chama atenção e nos faz ter uma leitura visualmente muito agradável! Além disto, a escrita da autora está perfeita, não localizei erros, nem trechos cansativos demais, pois fomos levados nas páginas de forma suave e animada.


Enfim, como podem ver, eu poderia escrever muita coisa desse livro, mas acabaria fazendo um mini livro para vocês também hah! Então só posso dizer a mais que essa é realmente uma leitura que vale a pena, não só para mamães, mas para todos, pois além de engraçadíssima, ela nos ensina coisas valiosíssimas! Mega recomendo! Espero do fundo do coração que tenham curtido, espero vocês na próxima! Beijos!

♥ Você também vai amar:

15 comentários

  1. Apesar de eu ainda não ser mãe, fiquei super curiosa para ler esse livro. Beijinhos!
    Não Sou Uma IT! | YouTube | Fanpage | Instagram | Snapchat: lillyreaal

    ResponderExcluir
  2. Que livro mais fofo e descontraído! Não conhecia. Não sou mãe, mas pretendo ser um dia e quero desde já um livro desse. Adorei a dica e a resenha! Obs: Também sofro quando uma grávida fala em semanas e não meses. Fico contando mentalmente kkkkkk

    Beijos

    Vivian


    Saleta de Leitura

    ResponderExcluir
  3. Oie =)

    Não é o tipo e livro que costumo ler, mas achei a premissa bem divertida. As vezes gosto de intercalar livros mais leves entre as minhas leituras mais pesadas e esse me pareceu uma opção.

    Beijos;***
    Ane Reis | Blog My Dear Library.

    ResponderExcluir
  4. Ahhh que edição linda <3 Acho que mesmo não sendo mãe é um livro que eu vou adora <3

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  5. Amei demais sua resenha, gosto bastante desses livros, acho que eles tem muito a agregar. Quando for mãe quero comprar vários, hahah. Já anotei a dica! ❤

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  6. Não é um gênero que me prende muito, mas eu achei a premissa maravilhosa.
    Fora a diagramação que está linda *_*
    Excelente para presentear.

    www.saidaminhalente.com

    ResponderExcluir
  7. Eu já vi sobre esse livro em outro blog e, mesmo não sendo meu estilo, fiquei com vontade de ler. Ele parece ser bem engraçado e, como você disse, não serve só para quem está grávida ou tem vontade de ser mãe.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Concorra ao livro Depois do Fim autografado

    ResponderExcluir
  8. Gente, adorei a dica e o fato de contar a verdade sobre a maternidade!
    Uma amiga acabou de ter filho, vou dar para ela.
    E como daqui um tempo quero ser mãe também, vou me aventurar!
    Adorei o projeto gráfico, o tom do livro ser super bem humorado e divertido.

    Beijoooos

    www.casosacasoselivros.com
    www.livrosdateca.com

    ResponderExcluir
  9. Oi Lilian!
    O assunto do livro não me interessou, mas achei as ilustrações dele muito fofas.

    Beijos,
    Sora | Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Que ótima dica de presente! Adorei!
    Beijo
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oie, tudo bem?
    Apesar de não ser mãe nem ter interesse em maternidade, achei o livro bem importante, pelos temas que você menciona que ele aborda. A maternidade tem que ser menos romantizada!
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  12. Achei bem fofinho *U*

    Beijos,
    www.thalitamaia.com

    ResponderExcluir
  13. Oii

    Eu adorei a resenha do livro, das fotos, e é claro, do livro.
    Quando comecei a ler a resenha, não dei muita moral para o livro, mas conforme fui lendo comecei a me encantar por ele. Parece ser uma leitura muito gostosa.
    Beijos!!

    Abobrinha com Chocolate

    ResponderExcluir